Anderson Silva é pego no antidoping por uso de anabolizante

O lutador brasileiro Anderson Silva foi flagrado no exame antidoping por uso de drostanolona, androsterona e 17-Diolum, esteróides anabolizantes,
que melhorariam sua performance no octógono. O teste positivo foi realizado em 9 de janeiro, antes da luta contra Nick Diaz, e divulgado pelo UFC na terça-feira.

O curioso é que o adversário de Spider na luta do último sábado também atuou dopado: seu exame acusou a presença de maconha. De acordo com um comunicado do UFC, mais testes serão conduzidos pela Comissão para confirmar estes resultados preliminares.

No Mundo das Lutas: punições deverão ser anunciadas em breve
Leia as últimas notícias de Zero Hora

A organização se refere ao brasileiro como "um excelente campeão e um verdadeiro embaixador do esporte das artes marciais mistas e do UFC", e completa dizendo que "está desapontada por saber destes resultados iniciais".

A nota recorda ainda que o UFC tem uma rígida e consistente política contra o uso de qualquer droga ilegal, de alteração de desempenho ou agentes mascarantes, por parte de seus atletas. Até a meia-noite, Anderson Silva não havia se manifestado sobre a situação.
Share on Google Plus

About Correio Gospel

0 comentários:

Postar um comentário