App Sinesp Cidadão é atualizado para permitir consultar se alguém é procurado pela Justiça

o Ministério da Justiça atualizou um app que pode ajudar os cidadão a identificar pessoas procuradas pela polícia. É o Sibesp Cidadão. Com ele o usuário precisa de apenas um dado da pessoa, pode ser o nome dela, o nome da mãe, o número do RG ou CPF. Assim, ao inserir esse dado no aplicativo, ele dirá se existe algum mandado de prisão para aquela pessoa.
 
O app também informa qual o tipo de crime cometido pelo sujeito. Os dados são públicos e já constam no site Conselho Nacional de Justiça, CNJ. Porém, agora, com um aplicativo no seu smartphone fica muito mais fácil saber se determinada pessoa é uma procurada da polícia, caso você esteja desconfiado.
 
O cidadão pode ter acesso imediato e saber com quem ele está tratando. O estelionato, por exemplo, é um crime do qual a pessoa tem uma lábia muito grande e pode enganar a população. A população pode fazer uso deste aplicativo e não ser lesada num contrato ou em qualquer outro negócio”, afirma a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki.
 
Neste cadastro estão os dados de mais de 352 mil mandados de prisão em todo o Brasil. Ele inclui pessoas que acabaram de ser condenadas e as que estão foragidas. E é dessas últimas o principal interesse da polícia. Algumas delas têm mais de um mandado de prisão. Infelizmente, pelo Sinesp Cidadão não dá para consultar antecedentes criminais. então, se alguém já cumpriu uma pena e foi solto, essa pessoa não aparecerá no cadastro.
 
De qualquer forma, é mais uma arma que o cidadão dispõe para denunciar pessoas que usam de má-fé para enganar outras ou até mesmo bandidos foragidos da justiça. O Sinesp Cidadão está disponível para Android e iOS e não custa nada. Infelizmente, ainda não tem para Windows Phone. Segundo o Ministério da Justiça, está sendo preparada uma versão para Windows Phone e BlackBerry. Você pode baixar ao clicar nos links abaixo.
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário