População realiza teste de aids e vacinação contra HIV neste sábado na Praça do Ferreira

Um sábado atípico na Praça do Ferreira deu início às campanhas de prevenção contra Aids e hepatite B deste ano em Fortaleza. Quem passou pelo local teve a oportunidade de fazer teste rápido de HIV, além de poder vacinar-se contra hepatite B. No Ceará, a estimativa é de que 0,5% da população seja portadora do vírus HIV. No entanto, apenas 40% das pessoas já realizaram o teste no Brasil.

Enquanto no ano passado a Secretaria de Saúde do Estado promoveu sete campanhas de prevenção às duas doenças, a meta de 2015 é fazer, no mínimo, uma ação por mês. "No ano passado fizemos em torno de 1.500 testes de HIV, sífilis e hepatites virais. Neste ano, vamos ampliar o número, Já estamos nos mobilizando para fazer outra em 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, abrangendo ainda os 23 municípios mais populosos do Estado", afirma Telma Martins, Coordenadora do Programa Estatual de DST/Aids.

A prevenção combinada é a forma trabalhada atualmente pela Secretaria de Saúde. Além de estimular uso de preservativo, ampliar o número de pessoas para realizar o teste de HIV estão entre o foco da campanha. "Se o teste for positivo, o paciente já começa o tratamento. Depois de iniciado, a carga viral indetectável e isso vai impedir que a pessoa transmita o vírus para outras. O ganho de quem faz o teste precocemente é tanto individual, pois a pessoa terá mais qualidade de vida ao se cuidar, como transmitirá menos para outras pessoas", alerta Telma.

Além dos testes e vacinas promovidos neste sábado, serão distribuídos aproximadamente dois milhões de preservativos até o Carnaval deste ano.

A estratégia de prevenção combinada é uma iniciativa do Ministério da Saúde. A meta é testar 90% da população brasileira e, das pessoas que apresentarem resultado positivo, tratar 90%. Como resultado, conseguir que 90% das pessoas tratadas apresentem carga viral indetectável.

Público-alvo

Adolescentes e jovens de 15 a 24 anos, população-alvo da atual campanha de prevenção, mulheres casadas que nunca realizaram teste para aids, trabalhadoras do sexo e a população que tem dificuldade de ir a um posto de saúde devem realizar o teste para HIV antes do carnaval.

Hepatite B

Somente na Praça do Ferreira, a campanha deste sábado (7) pretende vacinar 200 pessoas contra hepatite B. De acordo com a coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde do Estado, Ana Vilma Leite, a vacina tem vírus inativado e pode ser aplicada em qualquer pessoa, incluindo gestantes. "São três doses, sendo a segundo 30 dias depois e a terceira seis meses depois da primeira", explica.

Embora seja uma doença que cresce o número de infectados anualmente, segundo Ana Vilma, a cobertura de vacinação nas crianças é de 98% no Ceará.
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário