Filho de Alckmin morre em acidente de helicóptero

O filho do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Thomaz Alckmin, 31 anos, está entre as cinco pessoas que morreram na queda de um helicóptero na tarde desta quinta-feira (2) em Carapicuíba, na Grande São Paulo. A aeronave caiu em cima de uma casa na estrada da Fazendinha por volta das 17h. Thomaz deixa uma filha de dez anos e outra de um mês.
A Seripatri, empresa proprietária da aeronave, afirmou que o "acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva". O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem.
"Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri está prestando toda a assistência necessária aos familiares das vítimas, bem como já destacou profissionais para acompanhar junto às autoridades as investigações das causas do acidente", afirmou a empresa em nota.
Assalto
Thomaz já sofreu pelo menos duas tentativas de assalto em São Paulo. Em fevereiro do ano passado, ele foi abordado por criminosos em frente ao Clube Paineiras, no Morumbi, quando estava em seu carro com a filha. O carro que seguia à frente deles fez uma manobra brusca e bloqueou a rua. Os Bandidos desceram, mas os seguranças, que vinham logo atrás, reagiram e atiraram.
Em 2002, dois policiais militares que faziam a segurança de Thomaz foram baleados em frente ao prédio onde morava a namorada dele, na Vila Mariana, zona sul da cidade. Um dos policiais, Diógenes Barbosa Paiva, de 38 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu.
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário