Atentado terrorista em Roma é possível durante o Jubileu da Misericórdia

O prefeito de Roma, Ignazio Marino, advertiu nesta quinta-feira (30/7) para o risco de atentados na capital durante o Ano Santo convocado pelo Papa e que será realizado entre dezembro de 2015 e novembro de 2016.

"É o primeiro Jubileu que é celebrado desde 11 de setembro de 2001 e em tempos do EI", a organização jihadista Estado Islâmico, explicou Marino em uma entrevista ao jornal Corriere della Sera. "Todas as indicações que temos dos serviços de inteligência americanos e dos prefeitos americanos com quem falei recentemente falam de riscos concretos de atos terroristas na Itália e em Roma", disse.

O Ano Santo, também chamado de Jubileu, é uma tradição da igreja católica que em teoria é celebrada a cada 25 anos e que permite que os fiéis obtenham o perdão fazendo penitência. O último Jubileu foi convocado em 2000 por João Paulo II, mas o papa Francisco decidiu no início deste ano convocar um a partir de dezembro chamado "Jubileu da Misericórdia".


O prefeito de Roma também declarou que não pode "defender a capital contra o terrorismo apenas com os policiais municipais", um convite ao governo para que reforce a segurança na capital.

PUBLICIDADE
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário