Estado Islâmico crucifica 25 pessoas na Síria

Vinte e cinco pessoas foram crucificadas por militantes do Estado Islâmico na Síria no último dia 2, segundo informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O caso aconteceu na província de Deir al Zur por não cumprirem o jejum do mês do Ramadã, as vítimas foram amarradas a postes nas localidades de Al Mayadín e Basira, pelo menos oito delas morreram.

As informações divulgadas afirmam que em Al Mayadín as pessoas foram crucificadas do lado de fora de uma espécie de quarto do EI. Cada uma delas tinham um cartaz pendurado no pescoço comentando a pena: “crucificação por um dia inteiro e 70 chibatadas por romper o jejum do Ramadã”.

A punição foi gravada e postada na internet, mostrando uma fileira de homens crucificados em postes. Os vídeos são uma forma de divulgação e promoção do grupo de terroristas, assim eles mostram as atrocidades que cometem para provar poder e intimidar.

Há mais de um ano que o Estado Islâmico proclamou o califado em diversas cidades da Síria e também no Iraque. O crescimento do grupo jihadista tem preocupado as autoridades internacionais, o Departamento de Estado dos Estados Unidos já apresentou seu relatório anual dizendo que o EI é o principal grupo terrorista do mundo.
Share on Google Plus

About Correio Gospel

0 comentários:

Postar um comentário