Torcedor é ameaçado de prisão por expor cartaz com versículo João 3:16 em partida de beisebol


O tolhimento da liberdade religiosa dos cristãos na sociedade norte-americana avança cada vez mais, e outro caso que exemplifica isso é o protagonizado por um torcedor de beisebol, que quase foi preso por segurar um cartaz com a referência à passagem bíblica de João 3:16.
O torcedor Gino Emmerich foi ao jogo entre Giants e Dodgers em julho do ano passado, e segurou o cartaz com sua mensagem próximo às câmeras de transmissão televisiva, mas foi abordado por um produtor da emissora ESPN (empresa da Disney) e quatro policiais, que o ameaçaram de prisão se voltasse a exibir o cartaz.
Inconformado, Emmerich voltou a se posicionar atrás da cabine dos comentaristas da ESPN e um policial o puxou pela camisa para fora do campo de visão das câmeras. Em entrevista ao Christian News Network, o torcedor afirmou que acredita que a ação do policial foi um gesto de intolerância religiosa, pois nenhum outro torcedor que segurava cartazes no mesmo local foi incomodado.
Emmerich ainda contou que carrega o cartaz consigo muitas vezes quando vai aos jogos do Giants em San Francisco.
Agora, ele está movendo um processo na Justiça Federal contra a cidade de San Francisco por conta da ação dos policiais, que são funcionários da prefeitura. Nos autos do processo, Emmerich alega que procurou o policial que o puxou pela camisa e perguntou: “Se eu for ali e segurar este cartaz de novo, você vai me levar para a cadeia?”. Então, o oficial respondeu: “Se você for lá e segurar este cartaz de novo, vamos detê-lo e o sargento virá para decidir para onde podemos leva você”.
No processo, além da indenização de US$ 50 mil por danos morais, Emmerich pede que a Justiça imponha uma injunção permanente contra este tipo de ação dos policiais. A defesa da cidade de San Francisco nega o incidente.
Share on Google Plus

About Correio Gospel

0 comentários:

Postar um comentário