Gays se revoltam com declaração de Aline Barros em entrevista

Aline Barros é a maior cantora gospel brasileira, que recentemente ganhou mais um Grammy Latino, desta vez com o álbum “Graça”, somando 6 prêmios no total de sua carreira. Ela é conhecida e amada em diversos movimentos por conta de seu silêncio à cerca de temas polêmicos. Mas desta vez Aline resolveu se pronunciar.

Em entrevista ao TV Fama da Rede TV!, ela contou sobre sua vida, sua filha, e foi surpreendida ao ser questionada sobre ser ou não pecado a homossexualidade. Aline foi enfática ao dizer que o estilo de vida gay é pecado, e citou Romanos 1 para embasar sua declaração. Ela disse ainda que todos os gays já sabem que estão em pecado, e que não é preciso que ela diga isso: “É pecado mesmo, e eles sabem, não precisa eu falar não”.

Ela procurou utilizar termos mais amenos para falar sobre o assunto, sempre procurando ressaltar que, mesmo que seja pecado, ela ama todos os gays e a forma como é tratada por eles: “Quero mandar um abraço a todos eles. Dizer que nós amávamos a vida deles. Não concordamos. A Palavra de Deus nos ensina isso. Existem algumas atitudes que nós aprendemos que não vão trazer frutos para nossa vida, não vão edificar, é errado [a homossexualidade]”, disse ela.

Aline foi pega de surpresa. O tema da entrevista não era esse, e foi introduzido pela repórter no meio das outras perguntas. Aparentemente, Aline se surpreendeu pois sempre preferiu não expor sua opinião com relação a temas polêmicos no meio cristão, como a homossexualidade, mas decidiu se pronunciar a respeito com uma posição firme sobre o tema.

Revolta
Aline é a cantora evangélica que mais tem popularidade no meio secular, e por isso as declarações da artista começaram a serem ridicularizadas pelos internautas, que viram um tom preconceituoso em seu discurso. Alguns mandaram tweets para a Aline perguntando se ela apedrejava os filhos dela quando eles eram desobedientes (em alusão aos mandamentos de Levicto), ou se ela ficava calada em casa e na igreja por ser mulher (em alusão ao que Paulo diz em suas cartas sobre o papel da mulher na igreja).
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário