Missão se dedica a distribuir Bíblias na China, onde há escassez do livro sagrado; Confira


As missões cristãs na China vêm alcançando grande número de pessoas, porém a burocracia do governo do país impede que se distribuam Bíblias em determinadas áreas, e estima-se que exista um déficit de ao menos 100 mil exemplares das Escrituras.
De acordo com Wendell Rovenstine, fundador e responsável pela organização missionária Bibles For China (“Bíblias para a China”, em tradução livre), há uma escassez severa de exemplares da Bíblia Sagrada no país.
“Existe a necessidade de no mínimo de 100 mil Bíblias nas três áreas que vamos. Dizem que uma das áreas precisa de pelo menos 300 mil Bíblias”, contou, referindo-se à atual missão a que se dedicam, de acordo com informações do Mission Network News.
O número de missionários que atuam na China também deveria ser maior, na avaliação de Rovenstine: “Há pessoas vindo sedentas a Cristo. A Igreja na China tem a forte intenção de tocar e alcançar para o Senhor as pessoas que tem estado, por muito tempo, procurando por Deus”, acrescentou o missionário.
A dimensão do trabalho de distribuição de Bíblias na China pode ser ilustrada pelo relato de um cristão do país, com quem Rovenstine conversou. O missionário o questionou sobre a eficácia da distribuição do livro sagrado e ouviu uma resposta animadora: “Quando nós entregamos uma Bíblia a alguém, podemos dizer que essa pessoa irá se tornar um novo seguidor de Jesus Cristo?”, perguntou. “Não, ela toca uma família inteira”, respondeu o chinês.
A organização missionária compra Bíblias impressas na própria China para distribuir em áreas do país previamente aprovadas pelo governo. Segundo o missionário, cada exemplar custa US$ 5,00 (equivalente a R$ 16,90 pela cotação atual do dólar), e a entidade busca doadores que ajudem a custear o projeto, além de suporte em oração para que a missão avance.
Share on Google Plus

About Correio Gospel

0 comentários:

Postar um comentário