DÍVIDA BILIONÁRIA DA OI NÃO DEVE AFETAR OS CLIENTES

O imbróglio econômico no qual a Oi se meteu não deve afetar os usuários da operadora. Em nota, a empresa afirma que manterá suas operações normalmente enquanto luta para superar uma dívida de R$ 65,4 bilhões - isso inclui prospeção por novos clientes.

Informações repercutidas pelo UOL dão conta de que a Oi pediu “tutela antecipada” à Justiça, o que impediria fornecedores e prestadores de serviço de usarem o status problemático da operadora para romper contratos. Isso protege a empresa e seus clientes, já que ela terá como honrar seus compromissos.

Em nota, a Oi garante que “as atividades de instalação, manutenção e reparo também continuarão sendo desempenhadas prontamente” e que “continuará trabalhando para conquistar novos clientes, mantendo suas vendas de serviços e produtos para todos os segmentos de mercado, em todos os seus canais de distribuição e atendimento”.

Advogados consultados pelo UOL corroboram com as garantias apresentadas pela Oi. De acordo com eles, o pedido de recuperação judicial afeta apenas as relações entre credor e devedor, deixando os clientes num pano de fundo, mas protegidos.
Share on Google Plus

About Correio Gospel

0 comentários:

Postar um comentário