Atentado de terroristas islâmicos contra igreja nas Filipinas deixa 27 mortos




Pelo menos 27 pessoas morreram e mais de 70 ficaram feridas neste domingo (27) na ilha de Jolo, no Sul das Filipinas. Duas bombas explodiram em frente a uma catedral católica enquanto uma missa ocorria no local.

A primeira bomba foi explodida na entrada da catedral, seguida por outra fora do templo, informou o chefe da Polícia Nacional das Filipinas.


“Ordenei que as tropas aumentassem o nível de alerta e para proteger todos os lugares de culto e lugares públicos e vamos adotar medidas de segurança para impedir novas hostilidades”, disse o secretário de Defesa, Delfin Lorenzana, em comunicado.

A ilha de Jolo é alvo de ataques repetidos do grupo terrorista islâmico Abu Sayyaf, apontado pelas autoridades como o responsável pelas explosões. Trata-se de extremistas que juraram lealdade aos jihadistas do Estado Islâmico.

O ataque de hoje ocorreu uma semana após de mais de dois milhões de filipinos na região de maioria muçulmana no sul do país, onde fica Jolo, fizeram um referendo para aumentar sua autonomia. Esta foi a solução encontrada pelo governo para acabar com cinco décadas de conflito.
Share on Google Plus

About correio gospel

0 comentários:

Postar um comentário